MAS

Início Internacional

Internacional

Mandela: não há homens perfeitos

Mandela: não há homens perfeitos

Ainda que a imprensa portuguesa e de todo o mundo, não sem algum interesse, pretenda passar a imagem de um ser perfeito, ainda que os seus verdugos na África do Sul lhe dediquem palavras de ocasião ou Presidentes de República por cá (como Cavaco) se queiram apresentar como (admiradores convictos) aquilo que nunca foram (nem sequer defensores da liberdade para Mandela quando esteve preso!) não hesitaremos em submeter Madiba a uma leitura crítica, única forma de a história e todos nós aprendermos com o seu (incompleto) legado e exemplo.

Ler mais...

Governo espanhol prepara lei para travar protestos e intimidar manifestantes

Governo espanhol prepara lei para travar protestos e intimidar manifestantes

O Governo espanhol liderado por Mariano Rajoy está a preparar um conjunto de alterações legislativas com o objetivo de impedir a realização de manifestações e intimidar quem participa em protestos.

Ler mais...

Povo sírio luta por liberdade e democracia e contra a ditadura de Bashar al Assad

Povo sírio luta por liberdade e democracia e contra a ditadura de Bashar al Assad

Abu Maen, jovem da resistência Síria e representante do Conselho Revolucionário de Manbij, cidade localizada no norte da Síria, esteve esta quarta e quinta-feiras, 20 e 21 de novembro, em Coimbra e Lisboa respectivamente, a convite do MAS, para palestras em que explicou às pessoas presentes o que está a acontecer actualmente na Síria. Ele contou como o povo sírio está a conseguir enfrentar, há quase três anos, com poucas capacidades bélicas e de organização, o regime sanguinário de Bashar al-Assad e outras forças contra-revolucionárias que entretanto entraram em acção no terreno.

Ler mais...

A farsa irlandesa

A farsa irlandesa

Depois que o mito do “tigre celta” eclipsou em 2010, com a burguesia e a banca irlandesa a baterem à porta do FMI e do BCE, os políticos portugueses insistem em ressuscitar o defunto. O fim do programa da troika na Irlanda, ao fim de quatro anos de destruição do emprego e da economia do país, é apontado agora como um exemplo de como os planos de austeridade da União Europeia, Banco Central Europeu e FMI dão certo.

Ler mais...

Inglaterra: sindicatos desmontam greves de novembro

Inglaterra: sindicatos desmontam greves de novembro

O mês de novembro poderia ter sido bem mais quente para a classe trabalhadora na Inglaterra. Todas as votações de greve feitas pelos sindicatos foram aprovadas, e o sentimento dos trabalhadores era claramente de luta, como ficou demonstrado pelos próprios resultados e por greves parciais dos sectores que se preparavam para greves nacionais, como os professores – que fizeram um dia de greve na região norte e outro na região sul do país –, os bombeiros com um dia nacional de greve, os funcionários de universidades, com um fortíssimo dia nacional de greve no dia 31 de outubro, onde foram realizados piquetes e passeatas de centenas nas principais universidades do país.

Ler mais...

Estalinismo não é socialismo

Estalinismo não é socialismo

O significado histórico da Revolução de Outubro de 1917

A propaganda burguesa diz que o estalinismo é a continuidade do leninismo. Nisto coincidem com os estalinistas. Estaline seria o herdeiro de Lenine, o PCUS estalinista seria o velho partido Bolchevique e a Revolução Russa a responsável da ditadura de partido único.

Para nós, o estalinismo é o oposto do leninismo. É a expressão da contrarrevolução na democracia operária implantada em 1917, é a sua degeneração.

Ler mais...

Rússia envia membro das Pussy Riot para a Sibéria

Rússia envia membro das Pussy Riot para a Sibéria

Nadezhda Tolokonnikova, uma das três jovens que compõem o grupo Pussy Riot e que foram condenadas pela justiça russa por hooliganismo e incitamento ao ódio religioso, por terem cantado uma “oração punk” na Catedral do Cristo Salvador, em Moscovo, na qual criticavam a Igreja Ortodoxa russa e Vladimir Putin, está a caminho de um campo de trabalho na Sibéria a mando do Estado e dos serviços prisionais russos.

Ler mais...

Outono de lutas na Europa

Outono de lutas na Europa

Uma onda de mobilizações percorre a Europa. Para além dos países mais massacrados pelos planos de austeridade da União Europeia/FMI, estão presentes os trabalhadores dos países centrais, como Inglaterra e França.

Na Inglaterra, os trabalhadores das universidades, dos correios, professores e bombeiros estão a promover greves e mobilizações, mas de forma isolada, pois a burocracia não promove a unidade dos setores em luta.

Ler mais...

A tragédia de Lampedusa e a luta dos imigrantes trabalhadores

A tragédia de Lampedusa e a luta dos imigrantes trabalhadores

Entrevista com Wagner Mustapha, de Itália

Apenas uma semana depois da tragédia de Lampedusa houve novo naufrágio dramático no golfo da Sicília, desta vez acrescentando crianças às vítimas da política terrorista da União Europeia.

Para falar sobre a tragédia de Lampedusa, entrevistámos Wagner Moustapha, imigrante senegalês em Itália, responsável nacional do CUB-Imigração (Confederação Unitária de Base, central sindical italiana) e membro da Comissão de Trabalho de Imigrantes do partido italiano PdAC (Partito di Alternativa Comunista), membro da LIT-QI.

Ler mais...

Europa persegue imigrantes e potencia xenofobia

Europa persegue imigrantes e potencia xenofobia

Os países europeus, sobretudo a França, o Reino Unido e a Itália, têm adoptado, nos últimos anos, políticas cada vez mais duras, reaccionárias e discriminatórias contra os imigrantes, quer seja contra aqueles provenientes de países europeus, quer de fora da Europa, sobretudo os que são considerados ilegais, o que tem contribuído para potenciar, de forma significativa, a xenofobia e também o racismo no Velho Continente.

Ler mais...

Lei europeia condena imigrantes à morte

Lei europeia condena imigrantes à morte

Mais de 300 imigrantes morreram afogados no Mediterrâneo, a 500 metros da ilha italiana de Lampedusa.

A Comissão Europeia diz-se muito preocupada com o crescimento de partidos fascistas na Europa e com as medidas de teor autoritário adotadas por governos como o da Hungria. Mas o que a Comissão Europeia não diz é que esses fenómenos não surgem do nada, mas têm como ponto de apoio as próprias diretrizes europeias, entre as quais a legislação que criminaliza a imigração não consentida, chamada de "ilegal".

Ler mais...

Síria: Da ameaça de intervenção ao “recuo espalhafatoso” dos EUA

Síria: Da ameaça de intervenção ao “recuo espalhafatoso” dos EUA

Declaração da Liga Internacional dos Trabalhadores, LIT-QI

Um novo momento da revolução síria e a necessidade da solidariedade internacional

Frente ao sanguinário ataque de Assad com armas químicas contra as zonas controladas pelos rebeldes em Damasco, os EUA anunciaram em alto e bom som que bombardearia a Síria porque Assad "tinha cruzado a linha vermelha".

Ler mais...

Voyager 1: A conquista do cosmos e a promessa do comunismo

Voyager 1: A conquista do cosmos e a promessa do comunismo

A sonda Voyager 1, lançada em 1977, saiu do Sistema Solar para o espaço interestelar. O que revela a viagem da Voyager? O que pode a humanidade ver por trás das dezenas de milhares de fotografias enviadas pela sonda desde o início de sua missão?

Artigo de Henrique Canary, PSTU, Brasil


Ler mais...

O outro 11 de Setembro: a tragédia chilena

O outro 11 de Setembro: a tragédia chilena

O golpe militar que derrubou Salvador Allende vitimou milhares de pessoas, destruiu os partidos políticos e as organizações dos trabalhadores e impôs o modelo precursor do neoliberalismo. Não por acaso, os estudantes e o povo que se manifestam nestes dias às centenas de milhares pelas ruas de Santiago [refere-se às mobilizações de 2011, quando foi escrito este artigo] levantam a bandeira de "Se va caer, se va caer, la educación de Pinochet".

Ler mais...

Fora Bashar Al Assad! Não à intervenção imperialista!

Fora Bashar Al Assad! Não à intervenção imperialista!

Declaração da Liga Internacional dos Trabalhadores – Quarta Internacional (LIT-QI)

Os governos das principias potências imperialistas, além da Turquia, estão a preparar um ataque militar à Síria.

Mesmo depois da derrota no Parlamento britânico, que votou contra a participação inglesa no conflito, o governo de Obama declarou que está preparado para atuar de forma isolada, ou, na melhor das hipóteses, com o apoio da França.

Ler mais...

mupi_travar_austeridade_x300.jpgmupi_prisao_e_confisco_x300.jpg

mupi_fim_privilegios_web150mupi_euro_afunda_web_150mupi_prisao_web150mupi_fim_privilegios_web150
Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Contacta-nos

Email: mas@mas.org.pt

MAS nas redes sociais:

facebook_iconyoutube_icon

Boletim electrónico do MAS

Subscreve o boletim electrónico do MAS e com conta, peso e medida receberás informação das novidades da nossa página.