MAS

Início Nacional

Nacional

Cidadãos por Coimbra elege 14 cidadãos e promete continuidade do movimento

Cidadãos por Coimbra elege 14 cidadãos e promete continuidade do movimento

O movimento independente e de esquerda Cidadãos por Coimbra (CPC) obteve, nestas eleições autárquicas, 9,27% votos para a Câmara Municipal e 10,9% para a Assembleia Municipal, tendo conseguido eleger 14 cidadãos para os órgãos municipais, o que representa uma grande vitória.

Braga: Movimento Democrático Alternativo, MDA - VI, o voto no povo

Braga: Movimento Democrático Alternativo, MDA - VI, o voto no povo

O Movimento Democrático Alternativo (MDA) apresenta-se a estas eleições autárquicas com o intuito de ser a representação da população na união das juntas de freguesia de Maximinos, Sé e Cividade (concelho de Braga). A lista é constituída por trabalhadores e trabalhadoras e apenas responde aos interesses destes.

Cidadãos Por Coimbra defendem gestão pública da água e auditoria independente ao projeto Metro Mondego

Cidadãos Por Coimbra defendem gestão pública da água e auditoria independente ao projeto Metro Mondego

A candidatura do Movimento Cidadãos Por Coimbra (CPC), que concorre nestas eleições autárquicas à Câmara da cidade, defende o fim da empresa Águas de Coimbra e o retorno ao serviço municipalizado de água, com o objetivo de evitar qualquer tentativa de privatização deste serviço. O Movimento salienta que a Águas de Coimbra não é um serviço municipalizado para que não possa haver um controlo das contas da empresa por parte da Assembleia Municipal.

O MAS apoia e integra uma lista de independentes em Braga

O MAS apoia e integra uma lista de independentes em Braga

O Movimento Democrático Alternativo (MDA) é um movimento independente que se candidata à União das Freguesias de Braga (Maximinos, Sé e Cividade) e que pretende servir as pessoas e responder às suas necessidades, com um trabalho sério e transparente.

Conimbricenses impulsionam uma lista de esquerda que pretende ser uma alternativa

Conimbricenses impulsionam uma lista de esquerda que pretende ser uma alternativa

Nas últimas décadas a cidade de Coimbra, como o país inteiro, tem sido (des)governado por governos PSD, governos PSD/CDS e por governos PS. Nesta cidade, pela primeira vez um conjunto de conimbricenses impulsiona uma lista de esquerda que pretende ser uma alternativa aos governos camarários das últimas décadas designada por “Cidadãos por Coimbra”. 

Movimento Independente das Águas Livres, Amadora, diz NÃO à CORRUPÇÃO e apela à mudança

Movimento Independente das Águas Livres, Amadora, diz NÃO à CORRUPÇÃO e apela à mudança

No passado dia 2 de Agosto o Movimento Independente das Águas Livres (MIAL) apresentou oficialmente a sua candidatura à freguesia agora denominada Águas Livres, no concelho da Amadora.

Esta junta as antigas freguesias da Buraca, Damaia e Reboleira Sul que, por imposição do Governo e da Troika viram os serviços locais, nomeadamente no sector da saúde, correios (CTT) e educação a saírem altamente prejudicados. Esta candidatura já havia sido apresentada nas ruas, onde recolheu mais de 650 assinaturas da população residente.

MIAL: É hora de mudar!

MIAL: É hora de mudar!

Folheto da candidatura Movimento Independente das Águas Livres da Amadora.

BES, o Buraco dos Espírito Santo (5/5) - A face política do buraco BES/GES

BES, o Buraco dos Espírito Santo (5/5) - A face política do buraco BES/GES

Como terceiro factor que contribuiu para a fragilidade do BES, elencam-se as quezílias entre os pares de Salgado.

BES, o Buraco dos Espírito Santo (4/5) - A face política

BES, o Buraco dos Espírito Santo (4/5) - A face política

A face política do buraco BES/GES

Existe uma pergunta que subsiste: como é que uma instituição como a família Espírito Santo, uma das mais importantes, se não a mais importante do presente Regime, que sobreviveu com uma importância semelhante a todos os regimes dos últimos 140 anos, presente em 4 continentes, apelidada de “dona disto tudo”, perde o seu poder abruptamente, em apenas 3 meses?

BES, o Buraco dos Espírito Santo (3/5) - Impunidade para banqueiros, custo para a população!

BES, o Buraco dos Espírito Santo (3/5) - Impunidade para banqueiros, custo para a população!

A solução encontrada para o BES: impunidade para banqueiros, custo para a população!

A solução desenhada pelos de cima é, para já, “habilidosa”. Para os de baixo, cedo se transformará em desastrosa. Os activos do Banco foram divididos entre “activos bons” e “activos maus”, sendo estes considerados os de difícil recuperação.

BES, o Buraco dos Espírito Santo (2/5) - Prisão e confisco para quem roubou o BES!

BES, o Buraco dos Espírito Santo (2/5) - Prisão e confisco para quem roubou o BES!

O financiamento concedido pelo BES aos negócios do GES foi considerado o maior dos problemas para o banco, pois como já foi referido emprestou cerca de 1,5 mil milhões €, tornando-se mesmo o maior credor do seu próprio grupo.

BES, o Buraco dos Espírito Santo (Parte 1/5)

BES, o Buraco dos Espírito Santo (Parte 1/5)

A 4 de Agosto de 2014, o Banco Espírito Santo (BES) deixou de o ser. O segundo semestre do ano termina com um prejuízo de 3,6 mil milhões €, valor nunca antes registado em Portugal.

Mas vamos por partes.

mupi_travar_austeridade_x300.jpgmupi_prisao_e_confisco_x300.jpg

mupi_fim_privilegios_web150mupi_euro_afunda_web_150mupi_prisao_web150mupi_fim_privilegios_web150
Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Contacta-nos

Email: mas@mas.org.pt

MAS nas redes sociais:

facebook_iconyoutube_icon

Boletim electrónico do MAS

Subscreve o boletim electrónico do MAS e com conta, peso e medida receberás informação das novidades da nossa página.