MAS

Início Nacional Autárquicas Coimbra: Por uma cidade para os trabalhadores e a juventude

Coimbra: Por uma cidade para os trabalhadores e a juventude

Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

cpcO MAS integra, como há quatro anos, a candidatura do movimento Cidadãos por Coimbra (CpC) nas eleições autárquicas. O objetivo do MAS é contribuir para um movimento que pensa a cidade (não só, mas essencialmente) para quem nela vive e nela trabalha.

Apoiamos e integramos os Cidadãos Por Coimbra, para lutar por uma cidade diferente. Criticamos a gestão do concelho com base na construção de rotundas e realização de feiras enquanto dezenas de fábricas fecham e os empregos que sobram são precários e mal pagos, as rendas sobem e os transportes correspondem de forma insuficiente às necessidades dos utentes. Junta-te ao MAS para lutar por uma cidade para os trabalhadores e a juventude.

Dia 1 de Outubro vota Cidadãos por Coimbra, para Reforçar a esquerda, contra a direita e o PS!

Apesar da governação do PS, apoiada por BE e PCP, que prometiam virar a página da austeridade, quase tudo continua ainda por fazer. Persistem hoje problemas graves como a precariedade e o desemprego, os cortes nos serviços públicos essenciais como a saúde ou os transportes, a dificuldade no acesso à habitação, os salários que são em média dos mais baixos da Europa a par de uma carga horária cada vez maior e que leva à exaustão milhares de trabalhadores. A somar aos velhos problemas, outros que, não sendo novos, ganharam recentemente uma nova força que nos deve preocupar – a xenofobia e o racismo, – e que são utilizados pela direita que está disposta a tudo para voltar ao poder. Por isso faz falta uma esquerda independente e unida. É necessário lutar pelos direitos de quem trabalha, de quem usa os transportes públicos, de quem é pobre, de quem não tem trabalho nem rendimentos, de quem vai ao hospital público, de quem paga renda de casa. Em Coimbra e no país, esta luta deve unir toda a esquerda, e opor-se aos que governaram o país nos últimos 40 anos. A direita governou a mando de Bruxelas e foi além da Troika, mas também o PS foi, durante décadas, umas das forças políticas (alternando com o PSD) responsáveis pelos problemas com que nos deparamos hoje. Por isso lutamos por uma esquerda livres de compromissos eleitorais, prévios ou posteriores às eleições, com um PS cooperante com a dieta imposta por Bruxelas. Em Coimbra e no país, não aceitamos a direita de volta nem queremos mais Geringonças. Para ser uma alternativa, a esquerda deve lutar por um caminho sem austeridade, com mais serviços públicos, melhores salários e emprego. Isso não se consegue com a direita nem com o PS.

Transportes para todos, só com o ramal da Lousã

Centenas ou milhares de pessoas, que todos os dias necessitam de se deslocar a Coimbra para trabalhar foram afetadas pela fraude do Metro do Mondego. Ficaram sem Metro nem a linha de Comboio, até hoje. A única solução aceitável a nível prático e ambiental é a reconstrução do ramal da Lousã. Lutamos por transportes rodoviários imediatos para quem ficou sem transporte, mas só aceitamos como solução a reconstrução do ramal da Lousã!

SMTUC: defender os utentes e os trabalhadores!

Apoiamos os trabalhadores na luta pela reposição da carreira de Agente Único, extinta em 2009. Sendo um serviço municipalizado, os autarcas têm obrigação de defender as carreiras e as condições de trabalho dos motoristas, defendendo a qualidade do serviço público prestado. É ainda necessário assegurar que os transportes SMTUC estão a salvo da privatização e melhorar a frequência e os horários dos transportes para responder às necessidades de todos os que vivem, trabalham ou visitam a cidade. Para isso, é necessário servir melhor os bairros mais periféricos da cidade e as que albergam população mais idosa, muitas vezes desprovidas de transportes. Neste âmbito, reforça-se a necessidade de incluir nos percursos o bairro social da Conchada e outros que têm ficado esquecidos.

Coimbra para quem cá quer viver!

Coimbra vive uma explosão de Turismo, que afeta a cidade. É preciso evitar que a cidade deixe de ter habitação a preços justos. É necessário promover a habitação tendo em conta o rendimento médio de um trabalhador. São necessárias medidas para combater a especulação imobiliária e o arrendamento ilegal. Assim como usar o dinheiro do turismo para a reabilitação urbana e apoio aos bairros sociais. Ao mesmo tempo, faz falta preservar os espaços verdes e o património arquitetónico/museológico evitando a sua privatização.

 

Vota Cidadãos por Coimbra! Junta-te ao MAS!

 
Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Contacta-nos

Email: mas@mas.org.pt

MAS nas redes sociais:

facebook_iconyoutube_icon

Boletim electrónico do MAS

Subscreve o boletim electrónico do MAS e com conta, peso e medida receberás informação das novidades da nossa página.