MAS

Início Internacional

Internacional

Porque vamos às concentrações em solidariedade com Allepo?

Porque vamos às concentrações em solidariedade com Allepo?

Há 6 anos o povo Sírio saiu à rua em massa contra Bashar Al-Assad. Este atirou sobre a população e fez os primeiros mortos. A resposta do ditador à oposição na rua abriu uma sangrenta Guerra Civil.

Ler mais...

Assad e Rússia transformam Aleppo num mar de sangue

Assad e Rússia transformam Aleppo num mar de sangue

Em Aleppo, reina o caos e a barbárie. Nos últimos dias, produziram-se verdadeiras cenas de terror nas zonas da cidade que ainda estão controladas pelos grupos rebeldes que lutam contra o regime tirano de Bashar al-Assad.

Ler mais...

Na morte de Fidel Castro solidarizamo-nos com a Revolução Cubana

Na morte de Fidel Castro solidarizamo-nos com a Revolução Cubana

Fidel Castro faleceu. Foi umas das figuras mais controversas do século XX. Qualquer avaliação deste personagem deve partir da revolução Cubana de 1959/60. A poucas milhas do gigante imperialista Norte-Americano, contra uma ditadura facínora, sem apoio, no seu momento inicial, da URSS e do Partido Comunista Cubano, ligado a Moscovo, o povo cubano alçou-se ao poder, numa heróica revolução armada.

Ler mais...

Basta de violência contra as mulheres!

Basta de violência contra as mulheres!

No dia 25 de Novembro é celebrado o Dia Mundial pela Eliminação da Violência Contra a Mulher, estabelecido pelas Nações Unidas em 1999. Este dia transformou-se, lamentavelmente, apenas numa ocasião para fazer um balanço mais sangrento a cada ano. A violência contra as mulheres continua a ser um problema muito sério desta sociedade capitalista: superando todas as fronteiras, não há lugar no mundo onde a violência contra as mulheres tenha sido eliminada, não há lugar no mundo que se possa dizer que é seguro para as mulheres.

 

Ler mais...

O que significa a eleição de Trump para as mulheres?

O que significa a eleição de Trump para as mulheres?

O que aí vem é um desinvestimento ainda maior na saúde (que é já praticada em regime privado ou semi-privado), um retrocesso brutal no direito ao aborto e uma crescente perseguição à liberdade de escolha das mulheres. As políticas machistas de Trump vão afectar as mulheres em geral, mas atacam de forma mais violenta os sectores mais pobres, mais precários e mais marginalizados da sociedade.

Ler mais...

Ainda a propósito das eleições nos EUA

Ainda a propósito das eleições nos EUA

É, portanto, da generalizada crise sistémica do capitalismo, do desespero das velhas políticas, da consequente degradação das condições sociais e económicas e da falta de uma alternativa anti-sistema à esquerda, que o capitalismo dá origem ao regresso de velhas receitas, as saídas pela extrema-direita.

Ler mais...

Prostituição no Blangladesh: mais um cruel exemplo da decadente moral burguesa

Prostituição no Blangladesh: mais um cruel exemplo da decadente moral burguesa

Na sociedade capitalista dos nossos dias, o machismo e a violência sobre as mulheres são problemas gravíssimos, e a selvajaria na luta por obtenção de lucros económicos continua a destruir vidas indiscriminadamente. O que dizer quando a situação atinge patamares verdadeiramente trágicos e desumanos, no que toca à escravatura sexual de crianças. 

Ler mais...

A vitória de Trump: algumas notas para explicar o que parece inexplicável!

A vitória de Trump: algumas notas para explicar o que parece inexplicável!

1 - Embora seja muito tentador, o resultado das eleições norte-americanas não pode ser analisado à luz de supostas características subjetivas, de características psicológicas ou de personalidade, quer de Donald Trump, quer do povo norte-americano.

Ler mais...

Um longo caminho a percorrer na luta contra o machismo

Um longo caminho a percorrer na luta contra o machismo

Na Argentina – mulheres não desarmam

Depois uma jovem ter sido violada por mais de 30 homens em Maio no Brasil, da Argentina chegam relatos de verdadeira barbárie.

Ler mais...

EUA e Rússia assinam acordo para dividir a Síria e derrotar a revolução

EUA e Rússia assinam acordo para dividir a Síria e derrotar a revolução

O governo russo e estado-unidense anunciaram este Sábado (10/09) um acordo para a Síria que implica, a partir de segunda-feira (12/09) um cessar-fogo entre o regime de Bashar al-Assad e as várias facções de grupos rebeldes.

Ler mais...

Mulher trans encontrada morta na Turquia

Mulher trans encontrada morta na Turquia

Este mês uma mulher trans foi violada e queimada na Turquia. Mais uma de nós morreu às mãos da LGBTfobia.

Ler mais...

A proibição do burkini: a ponta do iceberg da islamofobia de género

A proibição do burkini: a ponta do iceberg da islamofobia de género

A discriminação islamofóbica contra as e os muçulmanos por parte do Governo francês não pára nem nas férias. As imagens da polícia francesa armada numa praia de Nice obrigando uma mulher a despir o seu hijab e a multá-la invadiram as redes sociais.

Ler mais...

TTIP: A nova ofensiva do capital

TTIP: A nova ofensiva do capital

O tratado de livre comércio que as grandes burguesias norte-americana e europeia nos querem impor trata-se de uma tentativa de conduzir à extrema liberalização do mercado, com a consequente desregulação das leis laborais e o aumento do lucro dos empresários especialmente no que respeita às multinacionais. 

Ler mais...

LIT-QI: Construir uma resposta revolucionária à crise da União Europeia

LIT-QI: Construir uma resposta revolucionária à crise da União Europeia

Resolução política do XII Congresso da Liga Internacional dos Trabalhadores – Quarta Internacional (LIT-QI), 3 de julho de 2016

A crise económica: novas tormentas no horizonte

Os mecanismos que permitiram superar temporariamente a crise econômica dos países centrais da União Europeia (UE), evitando a quebra dos grandes bancos e a explosão do euro e facilitando uma recuperação dos lucros dos grandes grupos capitalistas, estão se esgotando.

Ler mais...

Declaração da Direção Nacional do PSTU

Declaração da Direção Nacional do PSTU

Um setor de companheiros deixou as fileiras do PSTU para formar outra organização (leia a carta aqui). Essa ruptura se deu depois de meses de um debate interno, amplamente democrático, em que apareceram diferenças políticas, de programa e teoria.

Ler mais...

mupi_travar_austeridade_x300.jpgmupi_prisao_e_confisco_x300.jpg

mupi_fim_privilegios_web150mupi_euro_afunda_web_150mupi_prisao_web150mupi_fim_privilegios_web150
Text size
  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size

Contacta-nos

Email: mas@mas.org.pt

MAS nas redes sociais:

facebook_iconyoutube_icon

Boletim electrónico do MAS

Subscreve o boletim electrónico do MAS e com conta, peso e medida receberás informação das novidades da nossa página.